quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Stop é preciso.

 

OS TRANSTORNOS DE ANSIEDADE

  A ansiedade pode aparecer na sua vida de diversas formas, mas muitas vezes ela tem contornos definidos, que podem ser melhor entendidos e tratados quando agrupados no que hoje se chama transtornos de ansiedade.
    Nem todo mundo que tem determinados sintomas de um quadro ansioso tem um transtorno de ansiedade específico, que é definido através do tipo e quantidade dos sintomas apresentados. Atualmente, por exemplo, fala-se muito "eu tenho transtorno do pânico", mas uma pessoa ter tido um ataque de pânico não quer dizer que ela se enquadre nesse quadro.
    As pesquisas em terapia cognitiva comportamental demonstraram que alguns procedimentos auxiliam mais para cada quadro. Mas apesar de a nomenclatura auxiliar a pessoa a entender melhor o que está acontecendo com ela e dar alguns parâmetros para o profissional, o terapeuta vai estar atento ao que está acontecendo com você globalmente e em como a ansiedade está agindo na sua vida, independente de você preencher ou não determinado diagnóstico.
    Os transtornos de ansiedade são fobias específicas, fobia social, transtorno do pânico, transtorno de ansiedade generalizada, transtorno obsessivo compulsivo, transtorno do estresse pós-traumático.
    O tratamento desses transtornos com terapia cognitiva comportamental é mais eficaz do que tomar somente medicação e impede melhor as recaídas.
transtorno obsessivo compulsivo: pensamentos intrusivos e/ou compulsões (atos mentais ou comportamentos repetitivos) que consumem tempo, causam aflição significativa, interferem com o funcionamento diário e que você reconhece como excessivos ou não razoáveis.
Obsessões: são idéias, pensamentos, impulsos ou imagens mentais persistentes vivenciadas como intrusivas e que causam ansiedade. Seu conteúdo é indesejado, mas a pessoa não tem controle sobre ele, apesar de reconhecer que são os seus próprios pensamentos. Não há relação com preocupações com dificuldades reais, como problemas financeiros, profissionais e afetivos. Exemplos comuns: pensamentos repetidos sobre contaminação, dúvidas repetidas, necessidade de organizar as coisas em determinada ordem, impulsos agressivos e imagens sexuais.
Compulsões ou rituais: são comportamentos repetitivos ou atos mentais que têm o objetivo de reduzir a ansiedade gerada pela obsessão. Por exemplo, a pessoa acha que está contaminada pela sujeira (obsessão) e para aliviar a ansiedade que isto lhe causa, lava as mãos várias vezes por dia para limpá-las (compulsão). As formas mais comuns de compulsões são limpeza, repetição, verificação, coleção, ordem e simetria.
Exemplos de obsessões e compulsões comuns:
  • Pensamentos repetidos sobre ser contaminado com germes
  • Dúvidas repetidas (por exemplo, sobre ter deixado a porta destrancada ou o fogo aceso)
  • Sentimento de que as coisas - tais como pratos, livros ou camisas - devem ser arranjados em uma ordem particular.
  • Lavar excessivamente as mãos ou tomar banho repetidas vezes
  • Limpeza excessiva e repetitiva
  • Pedir ou exigir garantias constantemente
  • Repetidamente verificar a porta, interruptores, quando já o fez
  • Pensamentos agressivos (de ferir o próprio filho, por exemplo)
  • Imagens sexuais (que retratam repetidamente uma imagem pornográfica)
  • Autora :Kelen de Bernardi Pizol 
Postar um comentário

Como monetizar o Adsense com Facebook

http://dgatutoriais.blogspot.com.br/2016/01/como-monetizar-o-facebook-com-o-adsense.html?m=1